Eu sou Bruno, médico anestesista, e fui submetido a um procedimento cirúrgico ano passado

O que mais importou para mim? Me sentir seguro e acolhido.

Por mais que eu conhecesse todo o processo que é realizado para ser submetido a qualquer procedimento, estar do outro lado é uma experiência diferente de tudo o que vivencio no dia a dia.

Estar num momento de ansiedade e me sentindo vulnerável fez ser imprescindível meu contato prévio com a equipe.

Sabendo da importância do anestesiologista para o sucesso de qualquer procedimento cirúrgico, conhecer quem estaria cuidando de mim durante todo o procedimento e conversar sobre o planejamento anestésico e cirúrgico foram fundamentais para que eu pudesse me tranquilizar.

Por outro lado, viver essa experiência me permite ter mais empatia com meus pacientes, entender exatamente como estão se sentindo e saber que nosso contato inicial, por mais breve que seja, é fundamental.

Ter o momento para esclarecer dúvidas, poder reduzir a ansiedade inicial que a situação pode trazer e saber que você estará sendo cuidado com o máximo de segurança possível e, depois, na recuperação pós-anestésica, reencontrar a equipe que esteve ao meu lado durante o procedimento me fizeram sentir acolhido e seguro.

Bruno Barone | CMA – Clínica Médica Anestesiológica
Desafios na gestão da CMA no contexto atual
Certificações dos Serviços de Saúde

Publicações similares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu