Anestesia em cirurgia ortopédica

A seleção da anestesia é uma decisão importante que pode ter um impacto significativo nas cirurgias ortopédicas. O anestesista faz a avaliação com o cirurgião e com o paciente antes da cirurgia para minimizar os riscos anestésicos. 

A condução anestésica durante a cirurgia e os cuidados pós-cirúrgicos têm como finalidade proporcionar o maior conforto possível ao paciente, principalmente no controle da dor. As equipes de anestesiologistas, em grande parte das cirurgias ortopédicas de membros inferiores e superiores, utilizam a técnica de bloqueio de nervos periféricos. 

É um método de anestesia que reduz o número de intercorrências e consiste em utilizar equipamentos de imagem (ultrassom, por exemplo) para localizar de forma precisa os nervos responsáveis pela sensibilidade e pelo movimento da região onde será realizada a cirurgia. 

Assim, o médico pode ver em uma tela, em tempo real, o posicionamento da agulha e injetar o medicamento anestésico sem tocar no nervo, para evitar lesões e desconfortos. Essa técnica também pode ser utilizada em associação com outras formas de sedação ou anestesia geral. 

A vantagem dessa técnica é que ela permite usar menos substâncias anestésicas do que usualmente se usava, conferindo resultados melhores ao paciente, com menos efeitos adversos.

Avaliação do risco cirúrgico em pacientes vacinados contra Covid-19 e cirurgias eletivas
Covid-19 e as grávidas

Publicações similares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu