Anestesia pediátrica: atenção, necessidades e cuidados.

Um dos sentimentos mais comuns dos pacientes submetidos a anestesista em pediatria, é a ansiedade que antecede alguns exames diagnósticos ou em procedimentos cirúrgicos.
A condução de uma anestesia pediátrica apresenta vários desafios, como problemas de comportamento, necessidade de contenção, dificuldades de acesso venoso e comorbidades, tornando complexo o momento da indução.

Para momentos como esse, contamos com a expertise do anestesista em pediatria, onde este profissional, juntamente com a equipe multiprofissional de saúde, busca proporcionar conforto, atenção e tranquilidade à criança e seus familiares.
Os procedimentos anestésicos-cirúrgicos, passam por um checklist para uma cirurgia segura, que é uma ferramenta de cuidado, reduzindo os riscos e as complicações operatórias.

Na anestesia pediátrica, é desenvolvido uma assistência voltada à segurança do paciente de forma lúdica, considerando que a entrada em centro cirúrgico já acarretam traumas, ocasionando sentimentos como medo, ansiedade e estresse, influenciando diretamente no tratamento da criança no período pós anestésico.

Entre as estratégias para redução da ansiedade em crianças, as não farmacológicas são tão importantes quanto as farmacológicas, como a presença dos responsáveis na indução anestésica, programas de educação com preparo dos pais ou responsáveis e fornecimento de informações escritas sobre o procedimento anestésico para os responsáveis ou para as próprias crianças.

Covid-19 e as grávidas
Anestesia e síndrome carcinoide: o que precisamos saber?

Publicações similares

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Preencha esse campo
Preencha esse campo
Digite um endereço de e-mail válido.
Você precisa concordar com os termos para prosseguir

Menu